domingo, 1 de abril de 2012

Dança Cigana - Poema





O povo ansioso aguarda,
Há expectativa
Suspense no ar:
- É pela bela cigana
Que se apresentará
Para todos alegrar!

Glamorosa,
A cigana se apresenta
E não decepciona.
Surge fascinante
Com sua roupa colorida,
Uma rosa no cabelo,
De ouro enfeitada,
Lenço na cintura,
E nas mãos um pandeiro!

Com a força Sol
Que no alto brilha
Ela dança!
Com o poder do vento
Que sopra fresco
Ela volteia!
Com a energia da terra
Sob seus pés descalços
Ela marca seus passos!

Roda a cigana
A sua saia colorida
E um arco-íris se forma
Ao nosso olhar.
Toca a cigana
O seu pandeiro
E nosso coração
Em compasso diferente
Começa a vibrar!

A cigana, da plateia
A energia negativa tira
E boa a devolve.
Faz mágica com seu dançar,
E quem a seu lindo espetáculo assiste
Nunca esquecerá!


Kátia Pessoa



Um comentário:

Hugo Krüger disse...

Achei linda a poesia, parabéns!